Renata Moura assina linha para a L’Occitane inspirada na brasilidade do caju

Designer conhecida pelo projeto do frigobar retrô da Brastemp é responsável pela originalidade e inspiração do logo, das embalagens e dos produtos da grife de cosméticos

  • Por:Redação
  • Texto:
  • 28 outubro 2016

giz-loccitane-renata-moura-foto-caue-diniz-02

Enquanto muitos buscam revisitar clássicos, a premissa da designer Renata Moura é outra: inovar sempre. Aos 36 anos, a bela e fera – conhecida no circuito por assinar o icônico frigobar retrô da Brastemp – acaba de ser capitaneada para arrematar a identidade visual do mais recente lançamento da marca de cosméticos L’Occitane au Brésil, brand franco-brasileiro do Grupo L’Occitane: a linha Caju, que tem design inspirado na cultura nordestina e no fruto que dá seu nome. Com contornos e cores vibrantes, as embalagens, a tipografia do logo e a forma dos produtos são a cara da região onde o caju é amplamente cultivado.

giz-loccitane-renata-moura-foto-caue-diniz-03

“Optamos por um destino que representasse o caju e assim chegamos ao Nordeste e, especificamente, a Aracajú”, explica Moura. A escolha é baseada também no significado da palavra Aracajú, que vem de “cajueiro das araras”. Também é na cidade que acontece a típica festa “Forró do Caju”, na Avenida dos Mercados, outro cenário que serviu de referência para a designer.

giz-loccitane-renata-moura-foto-caue-diniz-04

“Esse mercado comercializa muitos potes de conservas, então unimos este elemento ao desenho de frascos de farmácia antigos e assim chegamos ao resultado final da embalagem”, completa. Composta por sabonete massageador e creme hidratante firmador, a linha também celebra as formas do caju, a exemplo do sabonete que lembra a castanha da fruta. Quer ver mais? Assista ao vídeo e confira detalhes do processo de criação:

 

T (11) 2371 8007, contato@renatamoura.com, renatamoura.com

As constelação de assinaturas da L’Occitane au Brésil

 

O objetivo de enaltecer a brasilidade e representar todos os biomas nacionais rege a L’Occitane au Brésil e, para isso, as impecáveis embalagens e rótulos da grife são desenvolvidas por um time de designers que são a cara do País. Olha só!

Marilda Castanha
A identidade visual da au Brésil, lançada em 2013, foi chefiada pela ilustradora mineira Marilda Castanha, que uniu a diversidade à visão poética da natureza em tons terrosos, azuis e verdes.

 

Marcelo Rosenbaum

Designer que encabeça o estúdio Rosenbaum, Marcelo Rosenbaum emprestou seu traço para a marca ao criar os móveis, quiosques e lojas da au Brésil, em dezembro de 2015.

giz-loccitane-marcelo-rossembaum-foto-caue-diniz-01

O conceito das criações nasceu da simplicidade das feiras livres e dos mercados municipais brasileiros, complementados pela sofisticação francesa da grife. A parceria fez tanto sucesso que em julho deste ano a identidade visual da linha masculina Cumaru também levou a chancela de Rosenbaum, que desta vez teve como inspiração o formato e a textura da semente de mesmo nome.

 

Manassés Borges
Outro lendário nome da arte brasileira, o pernambucano Manassés Borges, já dançou com a marca. O talento herdado de seu pai, o brasileiro J. Borges, precursor da xilogravura em livretos de cordel, fez com que Manassés ultrapassasse fronteiras ao participar de exposições, oficinas e palestras. Seus trabalhos sempre exploram de forma poética o cenário do cangaço e não seria diferente para a L’Occitane: em 2013, o artista desenvolveu os rótulos da linha Mandacaru, cacto que traça um contraponto entre a beleza e a seca do sertão.

 

Joana Lira
Além de Renata Moura, outras talentosas mulheres também deixaram sua marca nesses cosméticos.

giz-loccitane-joana-lira-foto-caue-diniz-01

 

Em uma parceria que vem desde 2011, a artista gráfica Joana Lira, pernambucana responsável por 10 edições do projeto de cenografia e identidade visual do carnaval de Recife, desenvolveu a embalagem e o material de comunicação de três linhas da L’Occitane: Vitória-Régia, Água de Coco e Olinda. Um charme!

 

Tatiana Paiva
Formada em Desenho Industrial e Comunicação Visual, a paulista Tatiana Paiva se rendeu à paixão de infância pelo desenho quando passou a criar ilustrações para publicações e objetos.

giz-loccitane-tatiana-paiva-foto-caue-diniz-01

 

Com mais de 35 livros infantis publicados, sua arte, que mistura colagens e cores, chamou atenção e acarretou na linha Bromélia, lançada em 2014, que representa o mistério e a intensidade da Mata Atlântica.

 

Cilene Godoi
Em 2015, a designer mineira Cilene Godoi  recebeu o briefing para criar as ilustrações e estampas da então nova linha da au Brésil: “Um pomar com frutas e flores”.

giz-loccitane-celene-godoi-foto-caue-diniz-01

O resultado não podia ser melhor. A linha Pomar de Flores, formada pelas fragrâncias Flor de Acerola, Flor de Carambola e Flor de Goiaba, fez tanto sucesso que em 2016 a jovem assinou seu complemento, a fragrância Flor de Graviola, e a nova coleção Dama da Noite.

 

Ronaldo Fraga
O estilista mineiro Ronaldo Fraga foi escolhido pela L’Occitane au Brésil para ilustrar a linha de produtos Aguapé, que faz referência à planta aquática presente no Pantanal brasileiro. Com um traço fashionista de dar inveja, Fraga atuou em parceria com Olivier Baussan, diretor artístico do grupo, e desenvolveu uma identidade visual de beleza purista e lilás, mesmo tom que desabrocha na flor do aguapé.

 

Luiz Mendes
Os primeiros produtos da grife franco-brasileira para os homens foram representados por meio do traço do diretor da L’Occitane, Olivier Baussan, e do artista paulista Luiz Mendes, em 2013.

giz-loccitane-luiz-mendes-foto-caue-diniz-01

Especializado em Batik – técnica de sucessivos tingimentos em tecido com utilização de cera, Mendes é aclamado como um dos melhores artistas plásticos da atualidade, expertise que foi usada primorosamente na criação da linha Araucária, inspirada na árvore predominante na região Sul do País. Em 2015, a vertente masculina da L’Occitane au Brésil ganhou uma nova versão chamada Araucária Poente, que tem como referência o intenso pôr do sol que envove esta planta.