Juliana Pippi Arquiteto / Designer de Interiores

Formação: Arquitetura e Urbanismo

Onde nasceu: Florianópolis, SC

Onde atua: Brasil

Principais projetos: Corporativos, residenciais, apartamentos e mostras

Bio

Quando criança, o quarto de Juliana Pippi nunca passou muito tempo do mesmo jeito. Com olhar atento e inquietação de quem quer transformar o mundo, a menina trocava móveis de lugar e pintava paredes em tonalidades alegres constantemente. Tanta criatividade fez com que escolhesse o curso de Arquitetura e Urbanismo na instituição mais importante de sua terra natal, Florianópolis, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Após se formar, em 2000, já abriu escritório próprio com estrutura enxuta e dedicação de sobra. Aos poucos, seu nome ganhou projeção no mercado e hoje a sua assinatura é consagrada nacionalmente. Nesses 16 anos de trajetória, ela carrega consigo prêmios e títulos pela sua atuação consistente, ao lado de um time de colaboradores experientes, entre arquitetas e estagiárias. O escritório executa projetos arquitetônicos e de interiores em todos os segmentos, sempre com a premissa de inovar a partir da investigação das necessidades e dos desejos da clientela, longe de fórmulas pré-concebidas. Ju Pippi, cujo nome se faz presente nas principais mostras e anuários do circuito, é responsável por obras marcantes, como a revitalização do ambiente permanente da Biblioteca do Casarão, na Mostra Casa Nova 2012 – projeto composto por elementos que estimulam a leitura –, e a Sala do Marido Gourmet, na Casa Cor SC 2013, cases de sucessos de público e crítica. A vencedora das premiações gringas, como o The International Property Awards e o Golden A’ Design Award 2015, vê a arquitetura como um meio para concretizar as aspirações e exteriorizar a identidade de quem adquire essa grife, de modo a congregar a funcionalidade e integração nos espaços. “É uma responsabilidade imensa pisar num território tão particular, entender as bases que formam os ‘mundos’ de cada pessoa, devolver isso em sintonia total e diálogo constante. Meu trabalho é entrega”, conclui Pippi.

Conteúdos Relacionados