URBE 2016

Mostra de Arte Pública ocupa o tradicional bairro do Bom Retiro, em São Paulo, com obras interativas

  • 11 novembro 2016

giz-urbe-2016-me-conta-um-segredo_guto-requena

A partir do sábado, dia 12, até o dia 27 de novembro, o bairro do Bom Retiro, em São Paulo, será tomado por obras interativas, na busca por investigar o espaço público por meio de práticas artísticas que assimilam a fusão entre obra e lugar. Os artistas Guto Requena, Anaisa Franco e Iara Freiberg, que assinam as intervenções, expressam suas mais complexas visões de interação com a cidade, arquitetura e o espaço público. Dentro da programação, além das obras, há oficinas e mesas com os próprios artistas, curadores e convidados.

Na Praça Coronel Fernando Prestes, a obra “Me Conta um Segredo?”, de Guto Requena, penetra na intimidade do público por meio de uma obra interativa, híbrido de mobiliário urbano, arte sonora e light design, que recodifica o relato dos participantes em escalas sonoras e cromáticas. Já na Rua Partes, 108, o projeto “Doce Reflexão” de Anaisa Franco, convida o público para interagir com a obra tendo sua face mapeada por meio da fotografia e transformada em chocolates e panquecas impressos usando máquinas de impressão 3D. Os visitantes poderão literalmente comer de si e ainda ver seu rosto impresso aplicado a uma parede da obra, gerando um memorial em processo. A instalação “Flutuação” da artista Iara Freiberg realiza um exercício que explora os volumes tradicionais da paisagem urbana. O observador, ao se deslocar pelo território e escolher os percursos, terá contato com experiências visuais estimuladas por flutuações desenhadas diretamente sobre as superfícies arquitetônicas, atravessando construções de diferentes tipologias e usos. A instalação estará na esquina da Rua da Graça com a Rua Areal; na Rua Silva Pinto, 323; na Rua Graça, 298; e na Rua Três Rios, 527.

Com curadoria de Alessandra Marder, Felipe Brait e Reinaldo Botelho, a URBE é uma realização do Instituto Upload, in.vertice e Cinnamon, com patrocínio Philips e com apoio do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura e Governo do Estado de São Paulo.

giz-urbe-2016-doce-reflexao-anaisa-franco

URBE
Horário de funcionamento das obras: todos os dias das 10h às 20h.
Conversas: distribuição de ingressos com 1 hora de antecedência
Oficinas: inscrições pelo site urbe.org.br, exceto oficina de Anaisa Franco, cujos ingressos serão distribuídos com 1 hora de antecedência.

12 de novembro, sábado
11h – caminhada com curadores, colaboradores e equipe (ponto de encontro: Praça Coronel Fernando Prestes)
16h – conversa – “A reinvenção do espaço público por meio da arte x tecnologia x arquitetura” (Museu Emílio Ribas: Rua Tenente Pena, 100)

13 de novembro, domingo
11h – oficina com Anaisa Franco (Casa do Povo: Rua Três Rios, 252)
16h – conversa “Arquitetura dos Sentidos”, com Felipe Brait, Thiago Carrapatoso (Casa do Povo: Rua Três Rios, 252)

17 de novembro, quinta-feira
14h-17h – oficina – “Crianças Hackers: arte, cidade e tecnologia”, com Guto Requena (Oficina Cultural Oswald de Andrade + caminhada com jovens e crianças no bairro: Rua Três Rios, 363). Público-alvo: 20 crianças de idades entre 7 a 12 anos, divididas em 5 grupos

20 de novembro, domingo
16h – caminhada com artistas, curadores, urbanistas e colaboradores (ponto de encontro: Praça Coronel Fernando Prestes)

24 de novembro, quinta-feira
20h – conversa: “Olhares sobre arte, arquitetura e cidade”, com Iara Freiberg, Reinaldo Botelho, Ligia Nobre (Oficina Cultural Oswald de Andrade: Rua Três Rios, 363)

26 de novembro, sábado
10h – 18h – oficina Intervenções: Arquitetura e Cidade com Iara Freiberg (Oficina Cultural Oswald de Andrade: Rua Três Rios, 363)*
Público-alvo: estudantes de artes, arquitetura e demais interessados (sem necessidade de conhecimento prévio). Participantes: entre 5 e 12 pessoas

*Agenda detalhada do dia 26:
10h – 12h: introdução, exposição e apresentação das atividades
12h – 13:30h: almoço
13:30h – 15h: atividade 1
15h – 15:30h: discussão
16h – 17:30h: atividade 2
18h – 19h: discussão e encerramento

27 de novembro, domingo
16h – caminhada com artistas, curadores, urbanistas e colaboradores (ponto de encontro: Praça Coronel Fernando Prestes)

Conteúdos Relacionados