Revista Giz

02 Fev 2017 - Abr 2017

#2 | Nenhuma Nudez Será Castigada

Museu de Arte de MuXin foi projetado com estruturas que parecem flutuar em Wuzhen, leste da China

A obra é uma homenagem ao pintor e escritor MuXin – um dos mais importantes artistas multimídias do Oriente – edificada em sua cidade

  • Por:Odhara Caroline
  • Fotos:Shen Zhonghai
  • 11 abril 2017
giz-2-muxin-art-museum-3

Panorâmica do projeto do escritório Oli Architecture; o museu parece estar flutuando sobre as águas do lago Yuanbao

Sobre os canais da cidade histórica de Wuzhen, no leste da China, nasceu o escritor e pintor MuXin (1927-2011). Filho de uma família aristocrática, ele fazia parte da última geração a receber educação clássica chinesa, ainda que tenha sido exposto logo cedo à arte e à cultura ocidentais. Escritor prolífico, frequentou o Instituto de Artes de Xangai, mas abandonou seu país natal em 1982, quando seus manuscritos foram confiscados e destruídos durante a Revolução Cultural Chinesa.

giz-2-muxin-art-museum-5

Registro de alguns dos conjuntos de galerias que constituem o prédio

Desde sua mudança para a América, ele publicou doze livros de ficção, prosa e poesia, combinando a sua formação cultural tradicionalista com as lições dos mestres modernos ocidentais. Mas a criatividade de MuXin não fluía apenas por meio das palavras; ele também pintava mesclando a arte tradicional chinesa com as técnicas europeias. Foi justamente a complexidade do trabalho do artista, assim como a constante interface entre oriente e ocidente em sua criação, que delineou os contornos de Hiroshi Okamoto e Bing Lin, do escritório de arquitetura Oli, em Nova York, no projeto do Museu de Artes MuXin.

giz-2-muxin-art-museum-1

As linhas retas do museu, harmônicas à simplicidade e à modernidade do homenageado

O prédio, finalizado em 2015, fica no lago Yuanbao, em Wuzhen, é claro. Alinhado com a simplicidade e modernidade do trabalho do artista multidisciplinar, o exterior é feito de um concreto que evoca pinceladas de aquarela e seus oito salões são ligados por pontes – é predominante a sensação de que todo o museu está flutuando sobre a água.

giz-2-muxin-art-museum-4

Vista da entrada do museu construído em homenagem a MuXin em sua cidade natal

Cinco galerias permanentes são dedicadas ao trabalho de MuXin, enquanto outros dois espaços ficam disponíveis para exibições temporárias. Nas instalações, também há café, biblioteca, livraria, espaço para armazenamento das coleções e lounge.

giz-2-muxin-art-museum-2

Registro do interior do museu. Cinco de suas galerias se dedicam exclusiva e permanentemente ao trabalho de MuXin

“Tomando como exemplo o tecido urbano da cidade milenar, o próprio museu é uma paisagem de experiências interseccionais”, explicam os arquitetos da Oli. “Com a qualidade mutante dos espaços, criada pela intersecção dos volumes, os limites das ‘ruas’ e a margem da água, o visitante experimenta a expansão não somente no domínio físico, mas também como uma ponte para o mundo complexo de MuXin”, finalizam.

MuXin Art Museum
Wuzhenzhen, Tongxiang, Jiaxing, Zhejiang, China, 314501

Oli Architecture
oliarch.com