Criado e dirigido pelo agitador cultural Eduardo Beu, dos Trovadores do Miocárdio, o espetáculo, que une poesia e música, foca na linguagem spoken word (recurso usado em performances artísticas em que letras de música, poemas e histórias são faladas ao invés de cantadas) para celebrar a obra, a influência e as urgências poéticas de escritores negros: a sinestesia simbolista de Cruz e Souza; a poesia engajada de Gil Scott-Heron; a militância pan-africanista de Alfred Panou; o Harlem Renaissance de Langston Hughes; e os pensamentos humanistas do escritor e ensaísta James Baldwin, homenageado na data de 30 anos de sua morte. Os números ao vivo se intercalam com trechos de vídeos dos Panteras Negras, entre outros totens desse universo. Os poemas, enquanto declamados, terão sonorização com tons de jazz, soul e ritmos afro-brasileiros improvisados, a cargo de um combo liderado pelo norte-americano Brian Jackson, além de Thiago França, do Metá Metá, e dois terços da banda Hurtmold. As vozes escolhidas para apresentar esse material são da cantora Juçara Marçal, Rodrigo Carneiro, do MC Rodrigo Brandão e do ator Caio Juliano

O quê? Projeto Black Poetry, com Brian Jackson, Juçara Marçal, Mano Brown, Black Alien e grande elenco

Onde? Sesc Pompeia – R. Clelia, 93, São Paulo

Quando? 30 de novembro e 1º de dezembro de 2017, quinta e sexta-feira, às 21h

Como Chegar

Sesc Pompeia
Rua Clélia, 93, São Paulo / São Paulo
Brasil

Links

Sesc Pompeia - Rua Clélia - Pompeia, São Paulo - SP, Brasil